Maquro Temakis atum e cebolinho

Em stock

Artigo de demonstração. Por favor escolha um Restaurante no menu “Restaurantes Aderentes” para comprar este artigo.

  Perguntas e Respostas
Categoria:

Apenas clientes com sessão iniciada que adquiriram este artigo podem fazer uma avaliação.

Avaliações

Ainda não existem avaliações.

Não há mais ofertas para este produto!

Política de reembolso

O Decreto Lei nº 143/2001 de 26 de Abril e o Decreto-Lei 82/2008 de 20 de Maio, diz que o cliente tem o direito à resolução do contrato num prazo máximo de 14 dias após a sua recepção. No nosso portal  damos 30 dias para devolver o artigo.

Todos os pedidos de encomenda são da exclusiva responsabilidade dos clientes, só serão aceites devoluções de produtos encomendados até 30 dias após a data de recepção da encomenda, tal como está descrito na legislação que regula este sector. Os produtos devolvidos deverão vir acompanhados da factura, manuais, acessórios e embalagem original intactos, tal como foram vendidos e enviados ao cliente.

Não serão aceites devoluções de produtos cujo selo de garantia/segurança esteja rasgado, cortado ou violado ou produtos cujos consumíveis estejam usados e sua respectiva embalagem aberta. 

Não serão aceites devoluções de cartões de memória (SD, miniSD, memoryCards, ou outros formatos) cuja embalagem envolvente em blister esteja rasgada ou violada.

Caso o produto a devolver possua alguma oferta, esta também deverá ser devolvida em perfeito estado de conservação e na sua embalagem original intacta.

O reembolso será sempre efectuado em vale a descontar na próxima compra ou por transferência bancária para a conta do cliente, e só será realizado após a verificação da conformidade do estado do produto assim como da sua embalagem, manuais, acessórios e selos de garantia.

Caso o cliente desista da encomenda e já tenha efectuado o pagamento, a devolução do montante será realizada por transferência bancária (excepto no pagamento por cartão de crédito e referencia multibanco) até 30 dias após a data de solicitação do reembolso.

Em caso de cancelamento de encomenda e esta já se encontrar em distribuição pela transportadora, teremos que pedir o retorno da encomenda e só será devolvido o montante pago inicialmente menos os portes de envio e o retorno da encomenda.

Não serão aceites as devoluções de quaisquer produtos encomendados à medida para o cliente. 

Em caso de produto danificado (ou algum acessório em falta) ocorrido durante a entrega da encomenda ao cliente, a reclamação deverá ser comunicada  num prazo máximo de 5 dias úteis para que sejam accionados os seguros.

Políticas de retorno e garantia da sua loja

A arbitragem é uma forma de administração da justiça em que o conflito é submetido, por determinação da lei ou por acordo das partes, ao julgamento de particulares, ós árbitros, numa decisão (sentença arbitral) em que a lei atribui o efeito de caso julgado e força executiva iguais aos de uma sentença de um qualquer tribunal estadual, a quem é retirada, por sua vez, a competência para julgar tal questão.

Nos termos da Lei de Defesa do Consumidor “incumbe aos órgãos e departamentos da Administração Pública promover a criação e apoiar centros de arbitragem com o objetivo de dirimir os conflitos de consumo (n.º 1 do art.º 14.º da Lei n.º 24/96, de 31/07)”.

Os centros de arbitragem são as instituições que garantem todo o apoio à realização de arbitragens e que são criados especificamente com esse fim, funcionando muitas vezes sob a égide de outras instituições que promovem a sua atividade arbitral. No caso do CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo, foi criada a associação “CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo” para suportar o funcionamento do Centro de Arbitragem.

Contudo, a atividade destes centros depende da obtenção de autorização governamental. No caso dos centros de arbitragem de conflitos de consumo, o seu funcionamento é acompanhado e monitorizado pela Direção-Geral da Política de Justiça e pela Direção-Geral do Consumidor.

O CNIACC – Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos de Consumo faz parte, nos termos da alínea a) do art.º 3.º da Lei n.º 144/2015, de 8 de setembro, da “rede de arbitragem de consumo”, que é a rede que integra os centros de arbitragem de conflitos de consumo autorizados para prosseguir as atividades de informação, mediação, conciliação e arbitragem destes litígios. Conheça todos os Centros de Arbitragem que integram essa rede no ponto seguinte.

Em caso de litígio o consumidor pode recorrer a uma Entidade de Resolução Alternativa de Litígios de consumo:

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra (CACCDC)
Av. Fernão Magalhães, n.º 240, 1.º andar
3000-172 Coimbra
+351 239 821 690
www.centrodearbitragemdecoimbra.com

Mais informações em Portal do Consumidor www.consumidor.pt.

Informações Gerais

Não há perguntas ainda.

Main Menu